AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Ir em baixo

AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por Marilyn Manson em Seg Ago 02, 2010 1:51 pm

Pra quem não sabe, isso teve começo aqui...
http://www.forumgospel.com.br/viewtopic.php?t=30126&postdays=0&postorder=asc&start=0

Vou postar o que foi escrito até agora, e continuar, afinal sempre me pediram pra acabar isso...

AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE E SEU NAMORADO PEDREIRO DENTRO DE UMA IGREJA DEUS É AMOR E O SEU PASTOR CORRUPTO E FAN DA SHAKIRA.

Capítulo 1, versículo 12 - Onde Josicleide conhece a rebeldia…

Josicleide era uma jovem comum de 21 anos, evangélica, nascida na mítica cidade baiana de Feira de Santana, mudou-se para São Paulo quando tinha apenas 9 anos, quando os pais decidiram buscar uma vida melhor.
Incrivelmente e contrariando toda a regra, apesar de ter nascido no nordeste brasileiro, lugar onde a taxa de natalidade é de 483 filhos por casal, Josicleide tinha apenas 1 irmão mais novo, a mãe tinha sido vítima de um erro médico que a deixou estéril depois do nascimento do segundo filho e era considerada uma mutante pela sociedade local que não via com bons olhos a família Santos da Silva ter apenas “um casalzin de fi”.
Josicleide cursava o segundo ano colegial de uma escola pública no bairro do tatuapé, e namorava com o pedreiro Valtecir de 23 anos, Valtecir tinha uma história de vida parecida com a dela, mas, obviamente tinha muito mais irmãos, contando 15 entre homens e mulheres.
Josicleide sempre foi feliz da forma que vivia, ela se considerava simples e prática, e sempre foi uma cristã exemplar, temente a Deus e boa filha.
Isso até conhecer Patrícia, Patrícia era a típica pseudo patricinha suburbana, bonitinha, gostosinha e exibicionista, vinha transferida de uma outra escola, e chegou fazendo papel de boa moça.
Josiclede, amiga de todos que era, veio dar as boas vindas a Patricía que era 2 anos mais nova que ela, e assim que a viu, reparou, nas roupas, nos cabelos e na forma de falar de Patrícia.
Percebeu no efeito que ela causava nos rapazes da classe e pela primeira vez na vida sentiu inveja.

Diálogo que corria no submundo das sombras:

-Serpentus meu caro demônio incompetente, afinal fizeste um bom trabalho.
-Sim chefe claro, eu, ahn, vou fazer o senhor muito feliz chefe, prometo que essa crentezinha cabeluda vai cair chefe, não vou decepciona-lo chefe.
-Pois acho muito bom Serpentus, honre a sua família e honre o Presidente, caso contrário eu serei obrigado a exila-lo na terra Serpentus e você verá que lá, existem seres bem piores do que eu…

-Olá, tudo bem?
-Eu sou a Josicleide, tipo vc é a aluna nova né, seja bem vinda tá, e se vc precisar de qualquer coisa pode me dizer tá bom?
-Ahh obrigada lindinha, tipo, meu nome é patrícia, mas vc pode me chamar de Paty, tipo valeu a força lindinha.
-Ahh não tem problema, eu gosto de ajudar todo mundo, olha vou te apresentar pro pessoal.
-Valeu, não é sempre que a gente encontra umas pessoas simpaticas, na maioria das vezes as garotas tem de inveja de mim sabe?
-Ahhh, aqui o pessoal é legal, ninguém aqui é de brigas, então depois da aula a gente conversa mais tá.
-Ta bom lindinha, seu nome é Josicl…
-Josicleide.
-Ahh, bom vou te chamar de Josi ta bem, fica mais fácil hihihi.

E assim foi, Josicleide sempre prestativa apresentava Patrícia aos seus amigos, sem saber que sua ruína residia bem ali, na pessoa daquela bela garota, que num futuro bem próximo, iria mostrar realmente quem era.
avatar
Marilyn Manson
Vizinho NFG
Vizinho NFG

Mensagens : 159
Data de inscrição : 24/07/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por Marilyn Manson em Seg Ago 02, 2010 1:52 pm

Capítulo 2 versículo 25...

Serpentus, era um demônio de sangue azul, era um primo distante do presidente L. Que, apesar da linhagem, havia falhado em muitas missões, e consequemente, nem o seu parentesco com o todo poderoso foi capaz de mante-lo nas fileiras mais altas do submundo das sombras.
Quando os anjos cairam e foram lançados a terra, Serpentus, foi dado como um anjo caído apenas pelo benefício da dúvida.
Ele não havia apoiado Lúcifer, mas como tbm não tinha se oposto veementemente contra o primo, foi declarado um anjo caído e atirado a terra junto com os outros anjos,futuramente conhecidos como demônios.
No início desfrutou de bastante conforto e poder junto ao presidente L., mas depois da queda de Adão, e da reorganização do submundo das sombras, foi enviado em missões de “persuasão”.
Nessa fase se saiu bem, mas com o tempo, e sucumbindo a sua natureza bondosa, foi cada vez mais se distanciando do ideal do primo, e sendo rebaixado, até ser apenas mais um dos demônios do segundo escalão que tinham pequenas missões com humanos tidos como pouco importantes.
E foi assim que Serpentus chegou a Josicleide, da mesma forma que chegou a Patrícia, que havia sido abandonada por um outro demônio que por conta de uma promoção, havia subido de posto e começado uma nova missão já com a nova patente, deixando o "caso" assim para Serpentus.

-Boa tarde mainha, a paz do senhor.
-Boa tarde filha, olha o Pastor Bené disse que quer falar contigo depois.
-Tá bem, o que será que ele quer?
-Não sei, mas disse pra vc passar la na igreja quando puder, deve ser sobre o evento de evangelismo.

Evangelismo?
Não, essa era a última coisa que passava pela cabeça do pastor Bené, embora quando Josicleide fosse lá falar com ele,seria essa a desculpa que ele iria usar.
Mas o que ele queria realmente era ver Josicleide, Josicleide, era uma morena com um belo corpo, não tinha traços finos, e nem uma beleza tradicional, tinha até traços mais pesados e levemente masculinos herança dos pais nordestinos, mas tinha um belo corpo, embora sempre coberto pelas roupas “santas” que usava.
O “pastor” Bené, havia descoberto sua beleza por engano, um dia, quando visitava a casa dos Santos da Silva e viu acidentalmente Josicleide trocando de roupa por uma porta entreaberta.
Ele era um ardente fan da cantora Shakira, mais concretamente do corpo da cantora Shakira, e depois do acontecido, sempre que podia, falava a sós com Josicleide, e fantasiava que o corpo de Josicleide era o corpo da sua amada Shakira.

-Pastor Bené, o senhor queria falar comigo né?
-Ahh Josicleide, boa tarde filha, boa tarde, sim, queria acertar mais alguns detalhes para o evangelismo de sábado.
-Você podia pegar aqueles folhetos ali?
Josicleide, se abaixou para pegar os folhetos e o Pastor Bené estremeceu ao olhar para suas curvas, aquele era seu pecado, quer dizer, um dos seus pecados, afinal ele tbm roubava a congregação e dizia que gastava o dinheiro na compra de folhetos.
-Filha estive pensando, vamos dividir os membros da nossa igreja em grupos, e vc podia ficar como líder do grupo em que vão as minhas filhas.
O pastor Bené sempre tentava agradar Josicleide, afinal assim sempre arranjava desculpas pra falar com ela e podia te-la sempre mais perto de si.
Josicleide, pura que era nunca desconfiava de nada, e satisfazia assim as fantasias carnais do Pastor.
-Pastor Bené, olha vou indo está bem, eu fico sim como líder do grupo e depois o senhor me explica melhor, agora tenho que ver uma menina nova que entrou no meu colégio, ela disse que vai passar lá em casa, e vamos ver se posso passar alguma mensagem bíblica pra ela né.

-Cara, vou nessa, tenho que passar na casa daquela crente louca, depois se pá a gente se esbarra a noite, po, aguentar aquela maluca vai ser dose, mas também vai ser engraçado pacas, falou lindinho, e não fica babando quando eu for embora e estiver de costas...


Última edição por Marilyn Manson em Seg Ago 02, 2010 2:07 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Marilyn Manson
Vizinho NFG
Vizinho NFG

Mensagens : 159
Data de inscrição : 24/07/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por Marilyn Manson em Seg Ago 02, 2010 1:59 pm

Capítulo 3 versículo 34...




Onde Josicleide sucumbe…

-Oi Paty, eu achei que vc nem vinha mais, já estava pensando em voltar pra casa.
-Ahh que isso lindinha, é que eu tava fazendo umas coisinhas que não
dava pra esperar, mas de qualquer forma to aqui, o que a gente vai
fazer??
-Ahh vou te apresentar uns amigos meus, eles tão preparando umas coisas pra um evento que a gente vai fazer amanhã.
Josicleide começava assim tentar evangelizar Paty, mas Paty ia resistir…
-A gente, a gente quem?
-O pessoal da minha igreja, amanhã o pessoal vai sair num evangelismo, falando sobre o amor de Jesus pelas pessoas.
-Ok, peraí lindinha, isso é piada né???
-Piada, porquê piada, não, Paty, Jesus é maravilhoso, ele morreu por nós, pra que um dia nós pudéssemos ser salvos.
-Se Jesus é assim tão maravilhoso, pq vc é obrigada a usar essas roupas horrorosas?
-Jesus deixou de se atualizar no mundo fashion quando, na idade da pedra??
-Aposto que vc ia gostar de usar umas roupas assim como as minhas, não ia?
Joscleide olhou pra Paty, e mais uma vez a invejou, sempre quis usar
roupas como aquelas, e sempre achou que as roupas que a mãe a obrigava
a usar desde pequena a deixavam feia.
-Pq po meu, minha avó é mais moderna que vc, meu, vc é uma menina bonita e tal, tem um corpão, tá escondendo isso pq??
-Vai me dizer que isso é pecado, pq se isso é pecado, então jesus devia
ter te dado uma bunda lisa e po, ce tem um bundão, se ele te deu, pq
esconder??
-Não,é que, bom, na verdade eu não sei o pq, mas sei que eu devo me vestir assim.
-Quem disse?
Paty partia pro ataque frontal.
-Duvido que Jesus queira que vc seja infeliz, se vc não gosta de se
vestir assim, logo muda o jeito de se vestir, e fica feliz que Jesus
tbm vai gostar.
-Fazer o seguinte, vamo pra casa, vou te mostrar umas coisas.
-É Jorge, parece que eu to ganhando nessa hein?
Serpentus se referia ao anjo Jorge, um anjo que tbm cumpria tarefas
menores e de certa forma, sempre estava presente na vida de Serpentus.
-Por enquanto Serpentus, mas a vaidade é sempre uma tentação pras mulheres.
-Pois é Jorge, a Josicleide quer se sentir gostosona, hahaha, me dei bem hein?
Serpentus, se esforçava pra parecer mau, mas nunca conseguia convencer Jorge, com quem ja tinha duelado muitas vezes antes.
-Eu tenho fé nela, vc vai ver, ela não vai decepcionar a Deus.
-Veremos, vou aproveitar e colocar um jovenzinho no caminho dela,
assim, ela ja cai no pecado da vaidade e com sorte tbm trai o namorado
e cai no pecado da luxúria, um luxo isso hein??
-Ela se arrepende depois, vc vai ver, eu tenho fé na Josicleide, ela não vai cair Serp, quer fazer uma apostinha??
Anjos apostando??
Bom, como o livre arbítrio é afinal de contas o combustível que movia
essa aposta, ninguém pode ser acusado de viciar o resultado, sendo
assim, era dessa forma que Serpentus e Jorge se divertiam, apostando a
obediência dos seres humanos aos seus senhores.
-Josi, entra que a minha mãe não tá por aqui e nem deve chegar hoje,
ela foi viajar por causa de uns negócios da empresa, então fica a
vontade.
Josicleide, se sentiu estranha ao entrar na casa, era uma casa bonita
cheia de coisas que ela sempre quis ter e de repente, ela começava a
invejar a vida da “amiga” que acabara de fazer.
-Vem cá Josi, tem umas roupas da minha prima aqui que tem mais ou menos o seu corpo, experimenta isso aqui.
-Mas isso é tão pequeno, eu nunca usaria isso, nunca…
Meu para com isso, a gente já conversou, vc disse que nem gosta dessas
suas roupas ai, vamo ali na piscina conversar e ai a gente
aproveita pra tomar sol.
Pela primeira vez na vida Josicleide pegava um biquini nas mãos, e mais
interessante, um biquini fio dental, Paty ja estava usando o seu,
e depois de praticamente enfiar Josicleide dentro do biquini da prima,
a foi arrastando até a psicina.
-Agora sim, ta bonitona, é assim que as mulheres tem que estar Josi, sempre lindas, vc não se sente linda?
-Não sei, eu, eu me sinto envergonhada, não estou acostumada com esse tipo de roupa e nem com as pessoas me olhando.
-Ahh, então vc ja percebeu que aqueles 2 gatinhos tão olhando pra gente né..
-Eu conheço os 2, eles tbm moram aqui no prédio, vou te apresentar…
E assim Josicleide entrava no mundo de Serpentus, que estava feliz por
ter ganho uma aposta de Jorge, e fazia muito tempo que ele não ganhava.
Josicleide começava a gostar dos olhares e se esqueceu completamente do
evangelismo, Paty riu, pq sabia que Josicleide não fazia parte daquele
mundo, mas, ela gostava de fazer essas coisas, afinal, de que adianta
ser bonita se vc não tem pessoas pra te admirar?
avatar
Marilyn Manson
Vizinho NFG
Vizinho NFG

Mensagens : 159
Data de inscrição : 24/07/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por Marilyn Manson em Seg Ago 02, 2010 2:01 pm

Capítulo 4 versículo 45....

O doce sabor do pecado…

“Whenever, wherever,we’re meant to be together, i’ll be there and you’ll be near and that’s the deal my dear…”
O pastor Bené, ia ouvindo e sonhando ao mesmo tempo com a Shakira, a
sua deusa colombiana, quando foi trazido de volta a realidade e
confrontado com a falta de responsabilidade de Josicleide, pelo resto
da mocidade da igreja Deus é amor, ministério “APOJEU”, que significava
“a patota de jesus”.
-Pastor,cadê a Josicleide,assim fica difícil programar qualquer coisa
não é, como podemos travar a batalha espiritual contra o diabo se as
pessoas nem chegam na hora combinada?
-Calma meus amados, tenho a certeza que a Josicleide tem algum motivo
pra estar atrasada, como todos sabem ela é uma das nossas irmãs mais
sérias e dedicadas, por isso não julguemos amados, não julguemos para
não sermos julgados, amém?
-Amém!!
Todos responderam em uníssono.
A igreja apojeu como era popularmente conhecida era deveras engraçada e
interessante, apesar da maioria dos seus membros serem semi analfabetos
e pessoas de fácil controle, existiam algumas figuras que mereciam
destaque.
Havia a ambiciosa Maria Das Dores, que queria ser líder dos jovens e
eventualmente chamar a atenção de algum rapaz, já que não seria por sua
beleza que isso iria acontecer.
Tentava sempre conseguir a liderança de eventos e se sentia uma espécie de líder não oficial dos jovens da igreja.
Por outro lado, tinhamos também a bondosa Clarice, uma pessoa
extremamente dócil e compreensiva, e também muito bela e que por conta
disso, as vezes criava expectativas erradas em rapazes que achavam que
poderiam ter algo com ela por confundirem a sua bondade com algum
interesse.
E por último tinhamos aquela figura que toda igreja tem, o fanático
religioso que se considerava mais santo que todo o resto das pessoas do
mundo todo, Diogo Chenfardi.
Diogo também gostava de Clarice, que sempre o repelia por não suportar
a hipocrisia do mesmo, embora ele disesse que um dia ela seria dele,
porque haviam sido criados um para o outro, e seriam o casal mais
“santo” da igreja apojeu.

-Olha Paty, brigada por tudo, obrigada pelo biquini também, mas eu preciso ir andando, tá?
-Não pera, ainda ta cedo, vamo lá em casa, te mostrar umas coisinhas que vc vai amar.
Josicleide sabia que estava pisando na bola com seus irmãos, mas aquilo
tudo era novidade pra ela, e ela estava desfrutando cada segundo.
-Josi, vou chamar os meninos pra subirem com a gente tá, hey, meninos, bora lá pra casa?
-Ahh, vamo lá sim, a gente nem tem nada pra fazer agora..
E assim foi, subiram os quatro de volta pro apartamento de Paty, que foi logo oferecendo umas bebidas.
-Ei, quem quer uma cervejinha pra descontrair???
-Ahh Paty, festinha rolando mais cedo hj é??
-Nada de festa, é só pra gente ficar mais a vontade, mas muito menos a vontade do que vocês tão querendo hihi.
Josicleide depois de ouvir a conversa tremia, estava assustada, nunca
havia bebido na vida, nunca havia estado sozinha num apartamento com
rapazes e nunca havia usado um biquini como o que usava agora na sua
vida, porém gostava da sensação que sentia, a adrenalina, o medo, o
desejo do proibido.
Aquilo tudo era novo pra ela, e ela agora se imaginava uma daquelas
personagens de novelas da TV Globo, e apesar de estar assustada queria
muito participar daquele momento.
-Toma Josi, se anima menina…
-Eu nunca bebi na vida Paty…
-Ahn, tá brincando né, você nunca bebeu uma cerveja a sua vida toda???
-Ahh mas nunca é tarde gatinha, é hoje então que vc experimenta, disse um dos “elementos” masculinos na sala.
-Josi vacilante, porém curiosa levou a boca uma daquelas mini garrafas
de cerveja e pela primeira vez em sua vida, tinha alcool em seu
organismo.
-E ai Josi, curtiu, perguntava Paty, que ja ia na sua terceira garrafa.
-Tem um gosto amargo, mas não é ruim…
Vinte minutos depois Josicleide beijava um estranho, 45 minutos depois
os quatro dançavam, e 1 hora e meia depois Josicleide vomitava e tinha
o rosto lavado por Paty.
-Ei, não liga não lindinha, é assim mesmo, eu quando comecei a beber vomitava o tempo todo, é normal saca?
Depois disso, foram todos assistir um filme, um daqueles filmes de
terror feitos pra adolescentes, e depois estavam todos abraçados
deitados um no colo do outro e se acariciando, Josicleide se entregava
de corpo e alma e se esquecia completamente do evangelismo que deveria
fazer no dia seguinte.
-Josi, depois eu queria trocar uma idéia com vc, antes de vc ir tá beleza?
-Tá bem, eu vou mesmo ter que ir pra casa daqui a pouco.
Em algum lugar no mundo das sombras, Serpentus olhava pra Josicleide
e pensava em como o ser humano desperdiça as chances que tem, ao mesmo
tempo que se lembrava que tinha marcado um “joginho” com Jorge, não no
mundo das sombras, mas na Avenida Paulista e como de costume, estava
atrasado.


Última edição por Marilyn Manson em Seg Ago 02, 2010 2:29 pm, editado 3 vez(es)
avatar
Marilyn Manson
Vizinho NFG
Vizinho NFG

Mensagens : 159
Data de inscrição : 24/07/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por Marilyn Manson em Seg Ago 02, 2010 2:03 pm

Capitulo 5 versículo 56




-Você está atrasado!
-Desculpe-me Jorge, estava fiscalizando um projeto no trabalho, e tinha que ter a certeza de que tudo iria correr bem.
-Falas da Josicleide Serp?
-Sim da Josicleide, infelizmente estamos um contra o outro nessa, mas deixemos o trabalho pra depois, vamos nos divertir um pouquinho?

Os dois como sempre se encontravam no pátio
do MASP e ficavam lá tagarelando durante algum tempo sobre o
trabalho,sobre os patrões, sobre a eternidade, sobre os colegas de
trabalho e como eles eram antiquados e fora da “realidade atual”.
O inferno e o paraíso,são como duas instituições militares, existem patentes, líderes, e existe uma guerra.
Sendo assim, também existem diversos tipos de
anjos e demônios, e cada um desempenha a sua função de forma que alguns
anjos nunca saem do paraíso e vice-versa com os demônios.
Jorge e Serpentus pelo contrário lidavam
diretamente com os seres humanos, lidavam com suas emoções, com seus
desejos e dessa forma passavam a maior parte do seu tempo na terra, e
já se tinham tornado sofisticados “seres humanos” no que diz respeito a
forma como se portavam.
Depois de alguns milenios na terra ja tinham juntado para si uma série
de bens materiais e ambos tinham empresas, mas estavam constantemente
“viajando” ficando livres assim para exercerem os seus verdadeiros
trabalhos.
Diferente também dos demonios e anjos mais
famosos e de patentes mais altas, eles não eram milionários, mas tinham
as suas empresas e viviam muito bem na terra.
Serpentus era dono de uma empresa ligada a
área da informática, e Jorge tinha um pequeno hospital privado, porque
ele dizia que curar era o que ele fazia melhor.
Ambos tinham também hobbies e se dedicavam
realmente a eles, Serpentus era um ávido jogador de jogos de estratégia
online, e era uma lenda mundial nas comunidades dos jogos world of
warcraft e guild wars.
Já Jorge, era um grande colecionador de antigos livros, selos, revistas em quadrinhos, tudo o que fosse de papel e fosse velho.
E por mais estranho e contraditório que possa parecer eram amigos, e como amigos que eram, saiam juntos pra se divertir.

-Jorge que tal uma paradinha na rua Augusta?
-Ok, mas dessa vez nada de exibicionismo barato.

Os dois gostavam muito de frequentar a rua
Augusta, afinal que lugar melhor pra um anjo e pra um demônio estarem
do que o centro da decadência moral da pseudo classe média que
circundava a famosa “boca do lixo”?
Ambos se divertiam falando com as prostitutas e performers da área.
Especialmente Serpentus que parecia muito a
vontade entre os seres humanos, de fato gostava deles, e ambos gostavam
muito dos seres humanos do sexo feminino.
Ele tinha gostado especialmente de uma delas,
mas ela já havia morrido há muito tempo, e ele tinha certeza que ela
havia sido enviada ao paraíso, ele mesmo tinha cuidado disso, e Jorge,
havia sido o responsável pela sua salvação.

-Ola minha princesa, existirá mulher mais bela e “bem formada” no mundo do que você?
-Deixa disso Sr Naja, eu não sou uma mulher pra elogios e sim de pagamentos.

Naja era o nome que Serpentus decidiu
adotar entre os humanos, Luis Naja, era como ele se chamava agora, já
havia tido muitos nomes, em muitos lugares, mas agora ele era o famoso
empresário Naja.
Jorge era Jorge mesmo, Jorge dos Santos, e
embora mais tranquilo e recatado, também dispunha de uma certa fama e
todos o tratavam por doutor Jorge.
Todo mundo os conhecia ali naquela área, e
eles eram sempre generosos com todos, embora nem desconfiassem que
alguma das suas alegria e desgraças, eram diretamente decididas e
formuladas pelos dois.
Depois de adentrarem numa das muitas “casas
de show” da rua Augusta, Jorge e Serpentus, conversaram um pouco sobre
Josicleide, e decidiram deixa-la por si própria durante alguns dias,
sem nenhuma influência pra ver o que ela decidiria fazer, e assim
decidir quem tomaria as rédeas do caso.
Sempre tinham sido muito diplomáticos no que
diz respeito ao trabalho, mas naquela noite, não estavam ali pra
trabalhar, e sim, pra se divertir.

-Josicleide, onde vc estava, onde é que vc se meteu menina?
-Mainha, eu, eu me esqueci de recarregar meu
celular, e fiquei presa no elevador da casa daquela menina a Paty, foi
horrivel mãe, passamos horas lá dentro sem luz elétrica.

Josicleide escolhia assim o seu destino, ao
menos acontecimentos que mudariam por completo o seu outrora destino, e
depois de ter se entregado aos pecados da luxúria e da embriaguez, tbm
se entregava as mentiras, e apesar de se sentir mal com isso tudo,
desejava ardentemente sentir todas aquelas sensações outra vez.
avatar
Marilyn Manson
Vizinho NFG
Vizinho NFG

Mensagens : 159
Data de inscrição : 24/07/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por Marilyn Manson em Seg Ago 02, 2010 2:03 pm

Capítulo 6, versículo 67...


-Bom dia dona Zefa, a Josicleide está por obséquio?
-Bom dia meu fio, ela ainda ta “durminu”, mas vou lá chamá já.
-Josicleide, Valtecir chegou…
Valtecir o namorado de Josicleide com o seu indefectível terno cinza
, um dos 3 praticamente iguais que possuía, e que invariavelmente usava
a palavra “obséquio”, que ele achava elegante e formal, ou como ele
mesmo dizia, “chique pra caramba”.
Claro que nem sempre ele usava esses termos, mas quando ia falar com os
pais de Josicleide ou com o pastor Bené, ele sempre tentava passar uma
imagem formal e respeitosa, e isso pra ele implicava usar palavras como
obséquio.
A família de Valtecir como a de Josicleide, tinha emigrado do nordeste
brasileiro se estabelecendo em São Paulo, atrás do sonho de uma vida
melhor.
Se conheceram ainda muito cedo na igreja apojeu, enquanto frequentavam as aulas da escola bíblica dominical.
Desde muito cedo começaram a gostar um do outro, mas tinham começado a
namorar 2 anos antes quando Josicleide tinha 19 anos, e
consequentemente “já era uma mulher” segundo palavras do pai.
Valtecir, era pedreiro, e tentava juntar um dinheiro pra poder um dia se casar com a mais “formosa das mulheres”.
Valtecir tinha essa mania de usar palavras clichés em situações que ele considerava exigirem uma maior seriedade.
Então ele sempre vinha com alguma palavra supostamente “erudita” pra
dizer nessas ocasiões, muitas delas aprendidas nas novelas da tv globo.
Tinha seus defeitos, mas era uma pessoa muito dócil e bondosa, amava
Josicleide mais que tudo em sua vida, e fazia sempre o possível pra que
ela se sentisse feliz.
-Josicleide meu amor, o que aconteceu ontem, o pessoal ficou preocupado com você!
-Ah Valtecir, ontem o meu dia foi péssimo, estive presa num elevador, fiquei com falta de ar, passei mal,
não foi um dos melhores dias pra mim.
Josicleide mentia uma vez mais, e apesar de se sentir mal por isso,
não conseguia repelir o desejo de fazer todas aquelas coisas de novo.
Sentia que tinha descoberto uma nova vida, e gostava disso, nessa vida,
ela não era incompreendida, e ninguém caçoava das suas roupas e nem dos
seu cabelo.
Nessa vida, ela tbm era alvo da atenção masculina, e era desejada,
nessa vida ela era bonita, e nunca antes na vida ela havia se sentido
bonita.
Sabia que aquilo tudo era errado, ao menos segundo a vida que vinha
vivendo até então, e sabia que teria de fazer uma escolha, e que essa
escolha iria mudar completamente a forma como todos a viam.
-Josicleide, vamos pro evangelismo, o pastor Bené mandou te avisar que quer falar contigo antes da gente começar.
-Ta bom Valtecir, eu vou me trocar e a gente já vai.
“Solo tu sabes bien quien soy y por eso es tuyo mi corazon solo tu doblas mi razon y por eso a donde tu quieras voy…”
O pastor Bené como sempre ia ouvindo a sua deusa e cantando suas
músicas a plenos pulmões dentro do seu carro, já tinha sido pego a
fazer isso, mas foi muito convincente ao falar com o membro da igreja
que o tinha apanhado em flagrante idolatrando a sua deusa colombiana,
dizendo que o fazia apenas para tentar livar a sobrinha da vida maligna
que vinha levando, e que ouvia aquela música infernal apenas para
conhece-la melhor.
Depois desse episódio ele havia se tornado mais cauteloso, mas era
incapaz de se afastar completamente da Shakira, ela representava tudo o
que ele achava belo numa mulher, e era o seu pecado, quer dizer, fora o
desvio das ofertas dos fiéis para a igreja.
-Oi pastor, olha me desculpa por ontem, é que aconteceram uns probleminhas e eu não pude aparecer na reunião.
-Ah tudo bem Josicleide, a sua mãe já falou comigo, não tem nenhum problema, graças a Deus não foi algo mais grave.
-Bom pessoal, então vamos começar?
E assim foi, o evangelismo aconteceu como previsto, e ia tudo correndo muito bem, de repente
Josicleide se deu conta que conhecia o rapaz que vinha se aproximando
dela, e não podia ser diferente, afinal eles tinham se beijado no dia
anterior.
-Oi meu amor, o que é que vc ta fazendo vestida assim, o que é isso, quem é essa gente?
-Oi Beto, olha por favor vai embora, você não me conhece e não sabe quem eu sou, por favor, vai embora.
-Hey calma, eu acho que não estou fazendo nada demais aqui, to te fazendo uma pergunta bem simples…
-Por favor vai embora, depois a gente se fala na casa da Paty, senão eu vou ser morta pelos meus pais.
-Ok, ok, calma, mas depois vc vai ter que me dar uns beijinhos como recompensa…
-Ta bom, eu prometo que sim, mas agora vai embora por favor…
Maria das Dores, como sempre observava Josicleide, e achou aquela
situação um tanto estranha, um homem que supostamente está sendo
evangelizado e chega abraçando uma irmã.
Ela não entendeu, mas prometeu descobrir tudo e assim que soubesse o que se passava iria ter uma conversa com o pastor Bené…
-Olá meu jovem, muito bom dia, você teria um tempinho pra conversar?
-Eu sou o pastor Bené, sou pastor da igreja apojeu e estamos aqui, agora, em praça pública fazendo a “obra
do Senhor” qual é o nome do amado?
-Ah, muito bom dia pastor, o meu nome é Luís, Luís Naja…
E assim Serpentus era definitivamente lançado nas vidas de todos os
membros da igreja apojeu, e dessa vez iria fazer um bom trabalho,
afinal, sua reputação e emprego, dependiam disso.
E ele não tinha nenhuma intenção de ser despojado das suas “regalias infernais” e exilado como humano na terra.


Última edição por Marilyn Manson em Seg Ago 02, 2010 2:41 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Marilyn Manson
Vizinho NFG
Vizinho NFG

Mensagens : 159
Data de inscrição : 24/07/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por Marilyn Manson em Seg Ago 02, 2010 2:05 pm

Capítulo 7 versículo 78...

-O amado aceita um café?
O pastor Bené estava entusiasmado, afinal não era todo dia que um
empresário de sucesso visitava a sua igreja, ainda mais da forma como
tudo tinha acontecido, um empresário, bem vestido, com um ar elegante,
havia sido parado na rua num daqueles evangelismos de terceira onde as
pessoas distribuem folhetos, e havia se interessado pela igreja.
Ele se orgulhava ainda mais porquê havia sido ele quem tinha falado com
o empresário, e como pastor “empreendedor” que era, pensava no futuro,
e no dízimo que esse empresário lhe daria, tudo corria bem.
-O amado gostaria de conversar não é, pois saiba que estamos sempre
abertos a conversas, e que essas conversas sempre serão guiadas pelo
espírito santo, pra que não aja enganos.
-Olha pastor, pra começar eu sou hetero, então o senhor poderia parar de me chamar de amado?
-Acho que Luís funciona muito bem.
-Claro ama…Luís, me diga o que vc queria saber?
-Bom pastor, em primeiro lugar gostaria de saber porque as mulheres da
sua igreja são tão feias, me diz uma coisa, aquelas saias, os cabelos,
as axilas peludas, estamos falando numa forma moderna de penitência,
essas mulheres estão se auto-flagelando?
-Não amado, deixa eu te explicar, a bíblia diz que devemos ser
humildes, recatados, que devemos ser simples, e por isso, nos vestimos
assim!
-Hummm, então podemos traduzir biblicamente que santidade significa
feiúra correto, e no caso dos homens morrer de calor idem não é?
-Não irmão Luís, os homens usam ternos porque é a vestimenta social
mais aceita, e por isso como homens de Deus, devemos fazer parte da
sociedade da forma que for mais convincente.
-Humm, o pastor está querendo me dizer que um terno azul marinho 4
números menores e uma camisa verde abacate é a aparência que a
sociedade espera de vocês?
-Olha eu sou um engenheiro informático, mas tenho certeza que
“esteticamente” isso só pode ser piada de algum “teólogo” fanfarrão.
E assim corria a conversa “santa” entre pastor e “ovelha”, enquanto
isso, num outro canto da cidade, Josicleide chegava perto dos portões
do inferno, ou do condomínio fechado onde morava Paty.
-Oi quem é???
-É a Josicleide Paty, a gente pode conversar?
-Claro lindinha, e precisa pedir, sobe ai que a gente já se fala.
-Olha Paty, queria conversar sobre as coisas que fizemos na sexta e
bem, eu não me senti bem, fiquei mesmo com um peso na consciência pelas
coisas erradas que e a gente fez, e…
-Coisas erradas???
-Quais coisas erradas, porquê eu não me lembro de nenhuma.
-Poxa Paty, eu traí meu namorado, bebi, beijei uma pessoa que eu nunca tinha visto…
-E daí, seu namorado não sabe, o que os olhos não vêem o coração não sente lindinha…
-Mas, eu não sou assim…
-Ahh me esqueci que vc é “crente” né, que vc gosta de ser feia, que vc
fala “craro e probrema”, eu fiz por você, algo que ninguém faria, e vc
se sentiu bonita, eu sei que sim, eu vi nos seus olhos…
-Não vou dizer que não gostei, mas é errado….
-”Craro irmãzinha, com certeza, o grande probrema é que eu sei que vc quer mais”…
-Para com isso Paty, não seja cruel comigo, eu nunca tinha feito essas coisas na minha vida antes…
-”Óia irmã é bem simpres, prova pra Patyzinha que vc se arrependeu, prova, e ela para com isso e te deixa em paz…
-Paty, eu, eu estou confusa, vc deveria me compreender…
-Patyzinha compreende, olha o Beto disse que vai passar aqui já já, ai vc mostra pra Patyzinha como vc está arrependida tá…
Enquanto isso no covil do pastor Bené, Serpentus se divertia, e o pastor Bené, “evangelizava”…
-Humm, então quer dizer que Abraão apesar de ter “cafeteado” a
mulher por medo de morrer, foi o patriarca de todo o povo judeu que
seria futuramente escolhido por Deus?
-Amado, não diga uma coisa dessas, Abraão é um homem santo amado.
-Sim um homem santo que cafeteou a mulher em duas ocasiões, com medo de
morrer, mas tudo bem não é, nesses tempos de swing, de repente Abraão
foi o precursor da coisa.
-Swing, amado, me perdoe, mas eu não falo inglês…
-De qualquer forma, Jesus morreu por sua vida amado, pra que vc pudesse ser salvo…
-Por minha vida não foi, eu te garanto, mas tudo bem, eu fico na sua
igreja, afinal Jesus morreu pelos pecadores, e eu claro sou um pecador,
o senhor me convenceu, o senhor é muito inteligente, a propósito, a
shakira é gostosa mesmo hein.
O pastor Bené de repente se dava conta de que deixara o cd da sua
deuxa colombiana a mostra e se limitou a dizer que tinha pego aquele cd
de um dos fiéis, pq era um cd maldito…

-Oi Josi, e então, vai me contar o que tava rolando sábado quando eu te vi, falando nisso, cadê meu beijinho…
-Não era nada Beto, nada, eu, bom, esquece isso…
Josicleide beijava assim mais uma vez Beto enquanto Paty sorria no
sofá enquanto pensava como o arrependimento de Josicleide tinha passado
rápido…


Última edição por Marilyn Manson em Seg Ago 02, 2010 2:46 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Marilyn Manson
Vizinho NFG
Vizinho NFG

Mensagens : 159
Data de inscrição : 24/07/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por Marilyn Manson em Seg Ago 02, 2010 2:07 pm

E assim foi, a saga de Josicleide teve um fim abrupto quando decidi que estava cansado de escrever, mas agora, pelo bem nação, e pela preguiça do "ENDI" digo que volto.....
avatar
Marilyn Manson
Vizinho NFG
Vizinho NFG

Mensagens : 159
Data de inscrição : 24/07/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por Marilyn Manson em Seg Ago 02, 2010 5:00 pm

Continuando a saga de Josicleide, eis que finalmente saberão o que ela fez naquele noite fatídica em que se entregou de corpo e alma ao pecado....

Capítulo 8, versículo 83...

-Então Sr Naja, podemos espera-lo hoje a noite no culto da nossa igreja?
-Claro pastor, o senhor me convenceu, incrível como a sua perspicácia, fluidez e inteligência me convenceram de que sou um pecador maldito que necessita da graça divina.
Podem com certeza contar comigo, tenho absoluta certeza que começamos aqui uma bela amizade.
O Pastor Bené ficou radiante, finalmente poderia ter sua tão sonhada Jacuzi, e quem sabe, um dia, convidar Josicleide para estar ali com ele.

-Então Jorge, já estou dando os primeiros passos para o sucesso, o que se passa contigo meu amigo, andas parado.
-Humm, é, não sei, depois desse tempo todo, estive pensando no sentido de continuarmos a fazer o que fazemos.
-Estás com dúvidas meu caro amigo Jorge, olha que é muito tarde pra estares com dúvidas, não podes mais cair.
-Não tenho dúvidas, Serp, só questiono o pq dos seres humanos não aprenderem e continuarem a se jogar pelo abismo abaixo.
-Ahhh, mas isso é coisa do meu primo o presidente L. ele sabe como explorar a vaidade humana como ninguém.
-E isso nunca foi culpa nossa, nós apenas mostramos a direção, aliás, mostramos as direções opostas, somos meros guias de peregrinos em busca de hummmm "algo".
-Sim, em busca de Deus...
-Não sejamos tão fatalistas, eles estão mais em busca de riquezas pessoais, sexo, poder....ninguém anda em busca de Deus.
-Ai é que se enganas amigo, ai é que se enganas....


-Acorda Josi, minha mãe tá chegando a gente tem que dar uma geral na casa....
-Meu deus, que horas são paty, o que aconteceu aqui?
-Ce tá me zuando né meu, vai querer dizer que não se lembra de nada?

Josicleide realmente não se lembrava de nada, mas de qualquer forma, não gostou nada do tom que paty usou, e já morria de medo do que poderia ter feito.

-Me fala logo o que aconteceu paty, eu não estou brincando, não me lembro de absolutamente nada, e me diz que horas são por favor?
-São quase 6 da manhã Josi, meu tu é passada, fica ai fingindo que não se lembra de nada e tentando posar de santinha, para com isso.

Josicleide tremeu, tinha passado a noite fora de casa, e não tinha avisado ninguém da sua família, deveriam estar morrendo de preocupação, a polícia devia estar atrás dela, as pessoas deveriam estar com medo do que poderia ter lhe acontecido.
Ela que até alguns dias atrás, nunca sequer tinha ingerido nenhuma bebida alcóolica, agora não só passara a noite fora, e muito pior do que isso, não se lembrava do que havia feito.
Apesar de estar amendrontada, o que mais lhe preocupava era a mãe, e como ela estaria naquela hora, sabia que a mãe super protetora que era, devia estar aos gritos, chorando, preocupada com medo do que poderia ter acontecido com sua filha.

-Paty, tenho que ir embora, me ajuda, minha família deve estar assustada, eu nunca passei a noite fora sem avisar, ninguém sabe onde eu estou, devem achar que estou morta.
-E vc está! - disse Paty.
-O que, vc está maluca, é claro que não estou morta.
-Vc morreu Josi, morreu pra aquela vida mediocre que vc levava, se vc não se lembra do que aconteceu, olha pro teu corpo, a gente cortou teu cabelo, te depilou, pintou suas unhas...
-A gente, a gente quem paty?
-Vc tá falando sério que não lembra o que aconteceu aqui?
-Eu e o beto Josi, a gente ficou juntos os 3 aqui, ele foi embora pq tinha prova na facul amanhã, depois dormimos nós duas juntas.

Só então Josicleide se viu ao espelho, tinha o cabelo bem mais curto, as unhas pintadas e maquiagem, usava umas roupas que paty havia lhe emprestado, e essas eram bem mais curtas do que qualquer coisa que ela tinha no seu guarda-roupa.

-E vc que dizia que era tímida...

Disse Paty de repente numa conversa jogada ao ar.

-O que vc quer dizer com isso?
-Ahh meu, para com essa palhaçada, ontem vc transou meu, com o Beto e comigo!
-E pra alguém que ficava dizendo que Jesus era isso e aquilo até 1 semana atrás, ou foi um milagre, ou vc nunca acreditou nisso, disse rindo Paty.
-O que, eu não fiz isso, não fiz, não posso ter feito, e o Valtecir, como vou dizer isso pra ele, meu deus, me ajuda, por favor.
-Valte o que?
-Hahahaha, que porcaria de nome é esse Josi?
-Meu, esquece essa vida, não sei como era tua vida até agora, mas agora, depois de me conhecer, tudo vai mudar, pra melhor, vc vai fazer coisas comigo que nunca sonhou.

Paty se enganava, Josicleide já tinha sonhado muitas vezes com isso, mas jamais havia admitido a si própria que sonhava em pecar, em contrariar todos aqueles mandamentos que sua mãe havia lhe ensinado, de admitir que gostaria de arranjar alguém mais bonito, inteligente e com um futuro melhor que o de Valtecir.
E de repente, ela via que Paty havia sido apenas o gatilho de uma arma que outrora, estava sem balas.

-Então meu amor, gostou de mim, eu sei que sim, ninguém resiste a mim, eu sei que sou linda.
-Paty, vc está me assustando, não sei o que aconteceu, mas isso para por aqui.
-É mesmo, vamos ver, vamos ver se vc resiste a mim, ao beto, a sua nova vida.
-Preciso ligar pra minha mãe...

E assim Josicleide saiu do apartamento de Paty e foi em direção a sua casa, ela não sabia como iria explicar as mudanças externas visíveis para os pais e para o namorado, mas ela acreditava na força do perdão.

-70x7, eu sei que eles vão compreender, eu sei....

Josicleide iria conhecer o ódio e o desprezo humanos pela primeira vez em sua vida, e Serp, ou Naja gritava na igreja do pastor Bené:

-Aleluia Senhor, glórias a Deus, me perdoa senhor, por ter vivido essa vida vazia até hoje....
avatar
Marilyn Manson
Vizinho NFG
Vizinho NFG

Mensagens : 159
Data de inscrição : 24/07/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por Marilyn Manson em Seg Ago 02, 2010 6:32 pm

pelo jeito não agradou, mato de novo?
lol
avatar
Marilyn Manson
Vizinho NFG
Vizinho NFG

Mensagens : 159
Data de inscrição : 24/07/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por Arauerj em Seg Ago 02, 2010 6:35 pm

kkkkkkkkkk, muito bom!!!!

_________________
Agora por aqui né... rsrs

avatar
Arauerj
Amigo NFG
Amigo NFG

Mensagens : 853
Data de inscrição : 24/07/2010
Idade : 36
Localização : Engenharia Petrobrás RJ

Ver perfil do usuário https://twitter.com/Arauerj

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por Arauerj em Seg Ago 02, 2010 6:35 pm

Marilyn Manson escreveu:pelo jeito não agradou, mato de novo?
lol

Calma desesperado, não tem ninguém aqui hoje! Espera o povo surgir...

_________________
Agora por aqui né... rsrs

avatar
Arauerj
Amigo NFG
Amigo NFG

Mensagens : 853
Data de inscrição : 24/07/2010
Idade : 36
Localização : Engenharia Petrobrás RJ

Ver perfil do usuário https://twitter.com/Arauerj

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por MMS em Seg Ago 02, 2010 11:19 pm

Marilyn Manson escreveu:pelo jeito não agradou, mato de novo?
lol

muito sen noção vc...nem da um tempo pra ler a aventura?... calma ai... vou ler com calma..

ps: a pare q ja li eu gostei muito.
avatar
MMS
Novatinho Assíduo
Novatinho Assíduo

Mensagens : 52
Data de inscrição : 29/07/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por valfrid em Qua Ago 04, 2010 10:37 pm

Só porque eu ainda não postei não quer dizer que não gostei!

Aliás, está excelente

valfrid
Novatinho Fedido
Novatinho Fedido

Mensagens : 1
Data de inscrição : 02/08/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por Marilyn Manson em Qui Ago 05, 2010 9:37 am

Hahahaha, bom, hj vem mais uma capítulo da estórinha.....
Até quando não sei, vou escrevendo, assunto há...
avatar
Marilyn Manson
Vizinho NFG
Vizinho NFG

Mensagens : 159
Data de inscrição : 24/07/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por MMS em Sex Ago 06, 2010 5:20 am

o bom desse topico eh q, quando num tem ngm online no msn na madruga, eu tenho q ler...lol
avatar
MMS
Novatinho Assíduo
Novatinho Assíduo

Mensagens : 52
Data de inscrição : 29/07/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por Sussu em Qua Ago 11, 2010 4:29 am

EStá ótimo... eu já tinha lido o começo.
continua ai

Sussu
Novatinho Assíduo
Novatinho Assíduo

Mensagens : 58
Data de inscrição : 26/07/2010
Idade : 35
Localização : Terra da garoa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AS AVENTURAS DE JOSICLEIDE...

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum